Thursday, October 29, 2009

P-3 Low pass

video

Um pequeno brinde dos americanos ao exercício, uma low pass de um p-3C da US Navy, de notar o Hélice do motor n.º1 em bandeira.

Home Sweet Home!


Sim porque isto de operar Helicópteros em navios no Sul de Espanha até que não é mau mas... a nossa casa é sempre a nossa casa!
No dia 12 e ainda no rescaldo de noite eleitoral a fragata N.R.P. "Bartolomeu Dias" iniciou a sua viagem para o exercício tapon 09. A bordo seguia o Bacardi Flight e nós, por enquanto apenas conhecidos pelo 19. A primeira tirada consistiu apenas numa viagem de trânsito entre a Base Naval de Lisboa e a Base Aeronaval conjunta de EUA e Espanha em Rota, bem pertinho de Cadiz. A nível de operação com helis embarcados este troço da viagem limitou-se à operação básica, ou seja aterrar, inspeccionar, dobrar pás e arrumar no hangar. Ah! E um BarEx ou ChouricEx, em português um Bar Exercise e um Chouriço Exercise, vá lá... petiscos, he he. Manhã seguinte bem cedo atracamos em Rota, porto de concentração das unidades participantes no exercício. Unidades essas que contaram com navios de vários tipos e classes da Armada Espanhola, sim essa mesma a quem de vez em quando dava-mos umas coças valentes há muitos anos, mas sem dúvida que o melhor daquela base eram mesmo os meios aéreos, ou não fosse uma base operada por Espanhóis e Americanos. Helicópteros como o SH-60 Sea Hawk, Bell AB-212 e Sikorsky Sea King, mais aviões como Sea Harrier, Mirage F1, C-17 Globemaster, C-5 Galaxy e ainda um 757 com pintura muito semelhante ao Air Force One, eram o prato do dia desta base. A Força saiu para o mar na 5ª feira seguinte tendo permanecido em exercícios até dia 23 tendo incluido o patrulhamento do estreito de Gibraltar a quando das duas vezes em que por lá passámos.
De todo o exercício é de marcar a mudança de configuração da aeronave lynx a bordo, tipo de trabalho realizado pela primeira vez nesta classe de navios e que colocou lago à prova as facilidades de aviação do hangar do navio e a capacidade a nível de espaço para realização de tal tarefa, realizada não uma mas sim duas vezes.


Porta Aviões Espanhol Príncipe das Astúrias

Rough sea

Pôr do Sol


No Spot em alerta de 20 min.

Monday, October 12, 2009

E a partir de Amanhã...

NeoTapoon no Sul de Espanha, mais Navios, mais Helicópteros. Até dia 25!

N.R.P. Bartolomeu Dias

Missão para Hoje: ILS rwy 03 Lisboa


Ainda ontem cheguei da missão INSTREX na "Corte Real" e já estava nos céus de Cascais ao início da tarde de hoje. A missão para hoje era mais um voo de instrumentos, desta vez um SPIC ( student pilot in command), em que o aluno é que planeia o que pretende fazer durante o voo, desde esperas, arcos DME, procedure turns, etc. A aeronave foi mais uma vez o Socata TB-10 Tobago com a matrícula CS-DDT. Após reabastecimento lá prosseguimos para o ponto de espera a pista 35 de Cascais, LPCS, de onde descolamos rumo a trafaria para prosseguir depois para o VOR ESP no Espichel. Mas desta vez o voo foi d
iferente, talvez por ser fim de semana e ainda por cima de eleições o aeroporto de Lisboa estava bastante calmo, ou pelo menos aparentava nas comunicações, claro está que tentamos a nossa sorte e pedimos a possibilidade de efectuar um ILS (intrument landing system) à pista 03. Este tipo de aproximação por instrumentos divide-se em várias categorias e na categoria máxima é possível aterrar a aeronave com visibilidade próximo do 0. Normalmente é complicado devido ao tráfego de Lisboa conseguir-se tal aproximação. Desta vez foi diferente, pois ao aproximar da fonte da telha a primeira ordem foi de subida para
3000 pés rumo caparica ou CP NDB, era pois a nossa deixa para ao atingir o CP NDB a 3000 pés, iniciarmos então a aproximação, sendo este o seu ponto de início. Para nos deixar mais confortáveis com a aproximação e com mais tempo, tendo em conta que o C-DT é muito mais lento que qualquer avião comercial, foi-nos dada nova ordem de subida para 4000 pés para deixar passar um simpático e gigantesco Airbus A340 da TAP para a mesma aproximação. Sem dúvida uma visão espectacular daquela aeronave a cruzar-se com a nossa a apenas 1000 pés de diferença e claro a uma distância de segurança, já que a turbulência de arrasto de tal gigante deita qualquer "Teco Teco" abaixo, ou pelo menos causa-lhe algum desconforto.
Após passagem de tal pássaro lá levei o C-DT
para o CP NDB, o final aproach fix deste procedimento e iniciamos então o procedimento, ao contrário de uma aproximação normal em que a aeronave já inicia o procedimento totalmente configurada para aterrar, neste caso a descida foi feita em configuração limpa e e maximum clean speed, para não atrasar o tráfego atrás. durante a descida para Lisboa ainda tive direito a "primeira fila" para ver um Airbus A320 a descolar a nossa frente para logo de seguida e ainda a sentir alguma força da turbulência de arrasto do "20" entrarmos em rapada pela pista fora. Após a low pass iniciamos uma saída a 1500 pés pela direita em direcção ao CAS VOR para depois efectuar um arco DME a 8 nm para iniciar uma aproximação VOR DME a Cascais. Assim foi mais um voo em que tudo correu bastante bem e que teve direito a "brinde".

Sunday, October 11, 2009

INSTREX e ESPADARTE: Donne!

Como partilhei num dos últimos posts, a minha vida profissional ia passar agora pelo regresso aos navios, desta feita pela operação de aeronaves embarcadas através da formação do mais recente destacamento da Esquadrilha de Helicópteros da Marinha. Este "Flight" ainda sem nome estagiou durante os exercícios INTREX 09 e ESPADARTE no N.R.P. "Corte Real" junto com o já "velhinho" Daxter Flight. Num ambiente de muito boa camaradagem entre os velho e o, ainda em formação, destacamentos foi com facilidade que aprendi todas as diferenças da operação de aeronaves a bordo, como treino de avaliação para aprovação o destacamento 19, ainda sem nome, efectuou um FLYEX diurno em que a aeronave efectuou diversas Deck Landings para treino de operação e de procedimentos de reabastecimento com rotores engrenados e emergências. Por motivos operacionais do Heli, do Navio e da Esquadra, não foi possível efectuar o FLYEX nocturno, com o qual terminaria a fase de certificação. Ficando agora esta última prova para o próximo exercício, o NeoTapoon no Sul de Espanha já a partir de amanhã, a bordo da fragata N.R.P. "Bartolomeu Dias"
Como referia anteriormente fomos muito bem recebidos pelo Daxter Flight com um bom ambiente de muita camaradagem, não posso deixar de referir também a forma como fomos recebidos pela guarnição da fragata "Corte Real" pela forma como lidaram com a "extra crew" a bordo.


Preparado para vôo no convés

Com pás do rotor principal dobradas e guardado no Hangar

Cleared for take off

"Chico" Passeira, "Melman" Cachaço, e eu, sem alcunha (por enquanto)

N.R.P. Corte Real



Monday, October 5, 2009

Novos mundos ao Mundo


Quem não se lembra desta frase que tão bem retratou a nossa época áurea, sim porque tirando essa época já temos uma crise com sensivelmente 800 anos. Mas não estou aqui para falar de crise ou muito menos de política. O "meu novo mundo" é pois a aplicação prática da minha formação na área da manutenção dos helicópteros lynx da marinha. Pela primeira vez irei integrar um destacamento embarcado, Flight, como se lembram, (ainda sem nome, logo sem nose art), pela primeira vez farei parte das equipas de operação em convés de voo.
Para o efeito já tivemos um pequeno curso de operação de aeronaves embarcadas em que são abordados todos os temas e áreas em que a operação é diferente da que é feita em terra, nomeadamente a colocação de fitas lashing para fixação da aeronave ao convés e demais operações em ambiente marítimo.
É com alguma expectativa que me preparo para daqui a pouco embarcar na N.R.P. "Corte Real" onde passarei um período de 5 dias, para alguns dias depois embarcar desta feita na N.R.P. "Bartolomeu Dias".

Espero trazer boas fotos para partilhar o momento, entretanto; Bons voos e melhores aterragens!

Friday, October 2, 2009

Espirito "linha da frente" não morreu

Apesar do recente fim do linha da frente que tive oportunidade de aqui escrever, os "foristas" não deixaram o espírito morrer e já circula nos céus virtuais um novo forum. www.aviacaoportugal.net um espaço que dá agora os primeiros passos mas ao qual todos os "amigos linha da frente" certamente se irão juntar para criar um novo portal da aviação em Portugal.

Os meus parabéns aos criadores e votos dos melhores sucessos.

Sad day for aviation enthusiasts

No passado dia 3o de Setembro terminou aquele que na minha opinião foi o mais completo forum de aviação em Portugal, falo do linhadafrente.net. Ao fim de vários anos este forum tornou-se a referência da aviação em Portugal como um espaço onde de tudo se falava referente ao tema e onde tanto pilotos e demais pessoas envolvidas na actividade, ou simples entusiastas e curiosos podiam colocar as suas duvidas. O linha da frente foi muito mais do que um simples forum, tendo-se tornado numa fonte de informação para todos, uma verdadeira comunidade. Não esquecendo claro que como em qualquer forum há sempre informação menos clara ou divergências de opiniões.

Por tudo isto que foi o linha da frente para mim e para todos os demais ligados à aviação deixo aqui um grande abraço ao Cmdt. Luís Rodrigues com desejos de bons voos e melhores aterragens, um bem haja.